Abordagem Sistemica

A abordagem sistêmica se localiza na psicologia dentro da linha que chamamos de humanista. No final da década de 1950, psicólogos renomados como Abraham Maslow e Carl Rogers não acreditavam que o comportamento humano fosse baseado no condicionamento ou somente na mente consciente e inconsciente. Eles começaram a olhar cada paciente considerando sua individualidade, história, saúde, criatividade e possibilidades.

Seguindo este pensamento, a abordagem sistêmica possui uma perspectiva holística, onde é considerado o contexto, o meio ambiente e as relações que o indivíduo faz com este meio ambiente. Nossa matriz para a maneira como nos relacionamos com o ambiente e as pessoas, vêm da nossa família e é por isso que a Sistêmica também é conhecida como Terapia de família ou familiar.

Assim a terapia na abordagem sistêmica considera o indivíduo no contexto onde está inserido. Considera que não há causas individuais para os fenômenos da vida e sim interações, dentre elas biológicas, psicológicas, sociais e espirituais.

A terapia sistêmica valoriza aspectos não verbais além dos verbais e tem seu foco na mudança do funcionamento que resulta em sofrimento. O objetivo não é investigar causas e estabelecer culpados porque acredita que esta postura não gera movimento para a solução. Muitas pessoas têm plena consciência da causa de seus problemas, mas apesar disso não conseguem mudança.  Ocorre exatamente o contrário: as causas tornam-se justificativas para a manutenção dos problemas e para a acomodação.

No consultório, as sessões podem ocorrer tanto individualmente, como em família, quando for o caso e também em casal. Não há regras pré-estabelecidas, cada caso é um caso e as decisões serão tomadas em comum acordo entre clientes e  terapeuta. A terapia sistêmica é focada na SOLUÇÃO e por isso tende a ser BREVE com menos sessões e a frequência não será necessariamente semanal, podendo ter intervalos maiores.

O vídeo abaixo exemplifica a visão sistêmica, de como uma exclusão ou inclusão no meio ambiente causa toda uma mudança em cadeia. Influenciamos e somos influenciados o tempo todo, desde o nascimento por fatores e contextos diversos como nossa família, o trabalho, o bairro, cidade e país onde moramos, ao momento histórico. Isto quer dizer que a maneira como eu penso, sinto e ajo influencia não somente minha vida como a vida das pessoas próximas, gerando ações e reações em cadeia.